Entrevista com Gonçalo Salvaterra

Gonçalo Salvaterra é um jovem sintrense que no dia 26 inaugura a sua primeira exposição de pintura no Legendary Cafe, em Sintra no âmbito da tertúlia dos Meninos da Avó, onde intervirá o poeta Jorge Telles Menezes (acima na foto com Gonçalo Salvaterra).A concluir o mestrado em Antropologia, depois de uma experiência no terreno, na […]

Share Button

Jorge Menezes e Gonçalo Salvaterra nos Meninos da Avó

A referencial tertúlia sintrense Os Meninos da Avó tem redobrado motivo de interesse esta quinta feira, 26 de Janeiro. Pelas 21h, no Legendary Café, na R. Alfredo Costa, em Sintra, o poeta Jorge Telles de Menezes apresenta o seu opúsculo Sintra Babel e Gonçalo Salvaterra a sua exposição “Hóspede na Terra dos Outros”. A associação convida os […]

Share Button

Sintra: Paisagem Urbana em Destruição.Um artigo de Ricardo Duarte

É assunto recorrente nos últimos anos o abate continuado de árvores que é feito na malha urbana da Vila de Sintra (entenda-se o conjunto dos bairros de São Pedro, Estefânea e Vila Velha). Ano após ano são eliminados espécimes, às dezenas de cada virada, sem que qualquer justificação oficial seja emitida ou motivo aparente, aquele […]

Share Button

Roteiro Cultural em Lisboa- 4 de Fevereiro

No  dia 4 de Fevereiro a Alagamares promoveu uma visita a 3 espaços museológicos na cidade de Lisboa: Museu do Aljube, Museu do Chiado e Igreja de S. Roque (Igreja e Museu).     O Museu do Aljube – Resistência e Liberdade é dedicado à memória do combate à ditadura e da resistência em prol da […]

Share Button

Convocatória-Assembleia Geral, 25 de Janeiro

CONVOCATÓRIA PAULO MANUEL SARGO ESCOTO, Presidente da Assembleia Geral da Alagamares-Associação Cultural, vem nos termos do nº1 do artº 14º dos estatutos convocar a Assembleia Geral ordinária para 4ª feira, dia 25 de Janeiro próximo, pelas 17h30m, no Café Garagem, Alameda dos Combatentes da Grande Guerra, Sintra, com a seguinte ordem de trabalhos: -Aprovação do […]

Share Button

Lirismo e denúncia social na poesia de Maria Almira Medina

Um artigo de Miguel Real Manhãs de infância   Ter-te nas mãos em concha ó Serra de Sintra verde pomba mansa de heras manhãs de infância hibernadas pitospóro a exalar primaveras paralelas obsessivas derramadas no tempo escorregadia voz e violino rosto à janela manto inconsútil nómada sobre castelo e bosques morrinha orvalho lágrima chorada pelo […]

Share Button