Alagamares-16 anos

Passam hoje 16 anos da noite chuvosa em que, reunidos no desaparecido café das Caves de S. Martinho, em Galamares, um grupo de cidadãos se juntou para fundar a Alagamares-Associação Cultural. Alagamares, porque associado ao nome primitivo da terra onde via o seu nascimento, e porque tal como o mar atlântico invadia o rio das Maçãs, também a Cultura e o Saber haveriam de invadir os comportamentos e atitudes perante a Polis que uma sociedade civil mais organizada pode dar à Comunidade.

Duzentos eventos depois, orgulhamo-nos de ter sempre batalhado por causas, seja a da Cultura como valor de desenvolvimento, seja o do ativismo crítico mas não destrutivo que permitiu mobilizar gentes de várias proveniências, idades e formações na defesa do Património, da Cidadania e da Participação. É com orgulho que hoje assinalamos batalhas como a da recuperação do Chalé da Condessa, os abates de arvoredo no Centro Histórico, a tentativa de abate de árvores na Lagoa Azul ou a promoção de debates, tertúlias e roteiros em torno de temas candentes e de atualidade.

Em pleno confinamento hoje, ainda conseguimos celebrar o nosso 15º aniversário alguns dias antes da peste moderna ter soprado sobre o mundo, e se tal nos coartou planos e iniciativas, adiadas mas não enterradas, não nos tolheu o ânimo no sentido de construir Cidade e assim ser parceiros do Futuro.

Obrigado a todos os parceiros destes 16 anos, e como sempre, cá continuaremos. Sempre na estrada, nunca na berma!

Viva a Alagamares!

Abaixo, História de 16 anos da Alagamares

Share Button

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top