Decorreu o IV Encontro de História de Sintra

Pela quarta vez, depois de 1993,1997 e 2007, se realizou um Encontro de História de Sintra, desta feita sujeito ao tema “Historiadores Sintrenses”, numa homenagem aos inúmeros estudiosos da temática sintrense, e, curiosamente, com início no dia em que decorreram 127 anos do falecimento de um dos mais importantes entre eles, o 2º Visconde de Juromenha, autor da célebre e incontornável Cintra Pinturesca.

Neste evento, o segundo organizado pela Alagamares,  contámos com o saber dos mais proficuos autores de temas relacionados com Sintra, seus espaços e tempos, procurámos reunir a comunidade científica local, investigadores de grande qualidade e com anos de devoção e visão crítica, bem como dar a conhecer novos e inéditos contributos para a História Local, assim dinamizando a nossa vida cultural e o debate em torno de temas novos e sedutores e de clássicos nunca definitivamente estudados. Com esta iniciativa pretendeu-se igualmente continuar a contribuir para a construção de um espaço cultural público local e plural. Quem melhor poderá contribuir para as necessárias e urgentes alterações políticas, sociais e culturais senão os agentes culturais, na sua diversidade de interesses? Assim procedendo,  contribuímos para a cidadania livre por oposição à reverência domesticada, na prossecução de uma praxis em estreita conexão com as actividades criativas e o mundo da investigação.

Falando de Sintra e da sua magia, Taylor Moore, um amigo da Alagamares que desde há dois anos se dedica a divulgar pela imagem o feitiço visual deste local ímpar, usou recentemente uma expressão que é em si um programa de acção para a nossa associação e para os defensores do património em geral: Sintra: Build a Legacy. Construir um Legado. Para isso cá estamos, iguais entre muitos, mas atentos e críticos, cidadãos e criativos, certamente.

Estamos na estrada, não estamos na berma. Resta-nos agora o desejo de que os trabalhos tenham enriquecido o acervo documental de Sintra, esperando pela futura edição das comunicações produzidas, bem como a sua difusão nas modernas plataformas de comunicação ao dispor.

Na abertura, usaram da palavra o Presidente da Alagamares,Fernando Morais Gomes e o Presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, que relacionou a Cultura com outras áreas de intervenção pública, realçando que a reabilitação e a acção social são igualmente Cultura.

DSCF0569

DSC_6785

10432315_796917740332748_760570576_n

O escritor Miguel Real apresentou a comunicação tema do Encontro, «Historiadores de Sintra», com a qual fez uma viagem pelos autores e obras mais relevantes na historiografia sintrense.E de Herculano a Vitor Serrão, dos românticos aos esotéricos evocou os nomes mais relevantes, muitos felizmente ainda no activo.

DSCF0578

Numa viagem pela Antiguidade e Mitologia, Maria Teresa Caetano discorreu de forma apaixonante por um tema até hoje pouco abordado. «Os Cavalos do Vento» levaram-nos até Varrão e às míticas éguas fecundadas pelo Zéfiro.

DSCF0581

Já Rui Oliveira com «Um vizinho Ilustre na Vila de Belas setecentista: Infante D. Manuel Bartolomeu de Bragança» transportou-nos para o século XVIII, Belas, e uma figura da família real com essa vila relacionado, e o seu historial pouco desvendado. (ver em   https://www.alagamares.com/um-vizinho-ilustre-na-belas-setecentista/ )


DSCF0582

DSCF0585

O poeta Jorge Telles de Menezes trouxe-nos até ao século XX e à descoberta dum poeta nocturno e supostamente louco. «António Gancho – Inocência e Liberdade Encarceradas» foi o tema da sua brilhante e original comunicação.

DSCF0594

Outro escritor, Ferreira de Castro, de quem em 29 de Junho passam 40 anos do seu desaparecimento foi igualmente recordado pela Alagamares, com a comunicação do director do Museu Ferreira de Castro, Ricardo Alves “Ferreira de Castro, 40 anos depois”

DSCF0592-001

E o primeiro dia terminou com uma visita guiada ao MU.SA, o novo Museu das Artes de Sintra.

DSCF0609

No dia 30 de manhã decorreram 3 comunicações: a de Carlos Manique da Silva “Um projecto de democratização do ensino na I República: a singularidade da Escola Primária Superior de Sintra.”

10409977_796917790332743_1021117602_n

E as de Eugénio Montoito: «Efemérides e Memórias: Vobis qui sintrie habitatis»

https://www.alagamares.com/memorias-e-epigrafes-vobis-qui-sintrie-habitatis/

e João Rodil: «A Câmara de Sintra e a I República – Figuras e factos de uma jovem democracia»

10416655_796918076999381_111568936_n

DSCF0639

Pela tarde, as comunicações de Nuno Miguel Gaspar: «A colecção de vitrais do Palácio da Pena e a colecção de D. Fernando II», e a de Sérgio Luís de Carvalho «Sintra Medieval – uma vila no contexto do seu tempo».

DSCF0641

10425547_796917876999401_1662575516_n

Após o encerramento dos trabalhos do IV Encontro pelo Presidente da Assembleia Municipal de Sintra, Dr. Domingos Quintas, actuou o Trio Pasculli, grupo de instrumentistas de oboé e corne inglês, com arranjos para música de câmara e clássica.

DSCF0651

No encerramento, igualmente a promessa de voltar com o V Encontro daqui por dois anos, e de tentar manter essa regularidade nos futuros eventos.

Reportagem na Saloia TV em

http://saloia.tv/v/4ruI8tErU36

Share Button