Notícias e Sugestões-2 a 8 de Novembro

“O MUNDO DE ORTOV”, DE  JAIME ROCHA, LANÇADO NO TEATRO NACIONAL

A sala Egeas do Teatro Nacional acolheu a 31 de outubro o lançamento do livro “O Mundo de Ortov” de Jaime Rocha e a estreia nacional da curta-metragem “Ortov Sai do Escuro”, olhar cinematográfico do realizador Ricardo Reis sobre o espetáculo homónimo da MUSGO Produção Cultural, numa celebração dos cinquenta anos de vida literária do autor. Entre os presentes, o diretor artístico da MUSGO, Paulo Campos dos Reis, que, com outros, abriu caminho para a exposição que o autor fez em torno da origem deste livro (chancela da Relógio D’Água) que antologia todas as peças que (de há quinze anos a esta parte, precisou) vem escrevendo sob a influência da personagem/figura de Ortov. A curta-metragem “Ortov Sai do Escuro” de Ricardo Reis fechou a tarde e seguirá, daqui por diante, novos circuitos de exibição. Foto: Ricardo Reis

Esta e outras obras de Jaime Rocha estão disponíveis em https://relogiodagua.pt/autor/jaime-rocha/

ATRIBUÍDO PRÉMIO NACIONAL DE ARTES DO ESPETÁCULO MARIA JOÃO FONTAÍNHAS


Foi com o original “Confiando (Confinado)” que Rui Sousa, marionetista profissional, venceu a edição de 2020 deste prémio, promovido pela Câmara Municipal de Sintra em parceria com o Chão de Oliva.Ver depoimento do vencedor abaixo:

https://www.facebook.com/watch/?v=369972914433647

LUÍS FILIPE SARMENTO EM COLETÂNEA DE POESIA

Acaba de sair nos Estados Unidos, São Francisco, a antologia «Building Socialism» para a qual o autor português contribuiu com o poema «I Am A Man Born Of Women In Verse», com tradução de Vamberto Freitas. 

Foi igualmente recentemente lançada a sua coletânea “Ao Rubro”, que reúne a sua poesia  publicada ao longo de 45 anos de vida literária, e ainda a primeira parte da obra inédita “Rouge”, a ser editada na íntegra em 2021.

LANÇADO O ÚLTIMO TRABALHO MUSICAL DE ANDREIA JOÃO, A SENHORA DO Ó

No dia 29 de outubro Andreia João lançou o seu último trabalho musical, “Uterus”, focado na chamada interior de um só corpo que transporta múltiplas vidas, culturas e vozes. Uma inquietação latente entre o passado, o presente e o futuro, que apela a um só útero universal de criação coletiva, inspirado na Natureza e em todas as formas de Vida geradas por Ela. Inclui a canção “Senhora do Almortão”, uma canção tradicional da Beira Baixa – Portugal.

Convidados musicais: Cláudia Faria – Vocais; D_Maniac – Co-produção, Vocais, Guitarra; Gonçalo Marques – Flauta; Jorge Pitacas – Design co-mix, Guitarra, baixo e flauta; Rui Martins – Guzheng; Rui Zilhão – Harmónica, Guitarra, Percussão; Sunil Pariyar – Bansuri; Udjat ensemble, Sofia Sousa Claro – Vocais; Udjat ensemble, Hugo Claro -Guitarra Portuguesa.

https://www.youtube.com/embed/n5s5RVQKKAM

SABE QUEM FOI O PRIMEIRO PRESIDENTE DA CÂMARA DE SINTRA?

 Ver em

 

SUGESTÕES DE 2 A 8 DE NOVEMBRO

SEGUNDA EDIÇÃO DO “PODES”


O Podes regressa para a segunda edição de 2 a 8 de novembro, ao vivo e online. Durante vários dias, o festival incluirá webinars, conversas, podcasts ao vivo, entrega de prémios e outras surpresas. Será possível assistir às sessões ao vivo, de forma muito limitada, mas todo o conteúdo será transmitido de forma gratuita em podes.pt e publico.pt/podes

 EXPOSIÇÃO COLETIVA  “MANTA COMUNITÁRIA”


De 30 de outubro a 13 de novembro decorre na Casa da Juventude, na Tapada das Mercês, a exposição coletiva “Manta Comunitária”.

A “Manta Comunitária” é uma obra coletiva, criada pelas mulheres da Associação Jangada D’ Emoções (Clube das Mulheres) da Tapada das Mercês em parceria com a Fundação Aga Khan, produzida durante o isolamento imposto pelo surto de COVID-19Casa da Juventude da Tapada das Mercês
Horário: Segunda a sexta-feira, das 10h00 às 18h00
Morada: Rua Padre Alberto Neto – Tapada das Mercês | 2725-531 Mem Martins

Tel: 21 926 70 80.

CONFERÊNCIA DE JOÃO RODIL NA QUINTA DA REGALEIRA


No ano em que se assinala o Centenário da Morte de António Augusto Carvalho Monteiro, figura singular no panorama cultural português, a Fundação Cultursintra FP, em parceria com a Alagamares Associação Cultural, promove um ciclo de conferências a ter lugar na Sala da Renascença da Quinta da Regaleira, já previstas para ter início no mês de março, mas por motivos óbvios objeto de adiamento.

 Dia 4 de novembro pelas 18h30m receberemos na quinta conferência, com João Rodil, que falará sobre A Regaleira e os Pilares do Cristianismo Português

 João Rodil é investigador na área de história, etnografia e literatura, com obras publicadas sobre a história da região de Sintra, autor entre outros, de “Serra, luas e Literatura”,”Sintra na obra de Eça de Queirós”, “Janas – Uma Aldeia, Um Clube, Uma História”, “Os Dias do Corvo” e do programa: Portugal Culto e Oculto da RTP 2.

 Local: Sala do Gerador do Palácio da Quinta da Regaleira. Duração: 90 min aprox.

Acesso gratuito mediante inscrição (limitada e obrigatória) para o e-mail producao@cultursintra.pt

TRANSMISSÃO EM DIRECTO nas páginas de Facebook da Quinta da Regaleira facebook.com/quintadaregaleira e da Fundação Cultursintra FP facebook.com/cultursintra e também no canal de YouTube da Quinta da Regaleira youtube.com/quintadaregaleira

MÚSICA BARROCA EM ALMARGEM DO BISPO

A Igreja Paroquial de S. Pedro, em Almargem do Bispo, será palco para o concerto de Música Barroca Italiana com os Itinerário Ensemble, no dia 6 novembro pelas 21h30. O concerto integra a Temporada de Música Barroca, organizada pela Câmara Municipal de Sintra, que acontece em diversos lugares do concelhO. O programa deste concerto pretende dar a conhecer uma perspetiva da música italiana do início do período barroco italiano, com obras vocais sacras e instrumentais de Claudio Monteverdi (Cremona, 1567 – Veneza, 1643), este compositor italiano, foi um mestre na arte de enriquecer a música sacra com elementos expressivos das emoções humanas.

RECITAL DE HARPA E POESIA NO M.U.S.A

O MU.SA – Museu das Artes de Sintra, recebe no dia 7 de novembro, às 16h00 um recital de Harpa e leitura da poesia de Camilo Castelo Branco, pela voz de Paulo Campos dos Reis, assinalando a classificação da Camiliana de Sintra enquanto Bem de Interesse Público.

A FADA ORIANA, PELOS TAPAFUROS, CASA DE TEATRO DE SINTRA, 7 NOVEMBRO 16H

Partindo da própria dramaturgia apontada pelo conto, a proposta do Teatro TapaFuros, nesta criação para o público infanto-juvenil, será mergulhar no universo de mil possibilidades que nos oferece o teatro de objetos ou de formas animadas. De 9 malas, correspondentes aos 9 capítulos d’A Fada Oriana, saltam infindáveis objetos que se transformam a olhos vistos para irem contando a estória: será esta escova o porco espinho? E um lenço preto transformou-se na andorinha? Fadas aparecem, vindas do nada, terra fértil para a imaginação!

Com música original e ao vivo, a presença e performance de um ator e uma atriz contribuirão para tornar A Fada Oriana um espetáculo total e uma experiência inolvidável para toda a família. Maiores de 6 anos.

 FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

Encenação I Rui Mário Música Original I Pedro Hilário Direção de Atores I Samuel Saraiva Interpretação I Rui Mário e Susana João Figurinista I Teatro TapaFuros Designer I Sofia São Miguel Fotografia I Sérgio Santos Produção Executiva | Joana Rodrigues Produção I Teatro TapaFuros

ALMERINDA, NO MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL, 8 NOVEMBRO, 16H

Após ser cancelada, a peça de Teatro “Almerinda” vai ser apresentada no dia 8 de Novembro, no Museu de História Natural em Sintra, pelas 16 horas, no âmbito das comemorações do Centenário da Maria Almira Medina. No local pode ainda ser vista a exposição evocativa da sua vida e obra até 3 de Janeiro de 2021.Almerinda – Uma História de Amor ao próximo, pelo Grupo Acusa Teatro – 8 de Novembro de 2020, pelas 16h, no Museu de História Natural de Sintra.

Share Button

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top